domingo, 9 de dezembro de 2012

Hora do TCC… vou fazer um jogo!!!

Acredito que a maior parte das pessoas vão, ou já se depararam com a seguinte questão:
“Pois é, chegou a hora de escolher o tema e o que fazer para o TCC, o que eu faço?”
E para a maioria de nós, amantes e loucos por games, e que estamos em cursos na área da informática e tecnologia, outra questão surge junto com uma empolgação maior ainda:
“Acho que vou fazer um jogo, será que é possível?”

Bem amigos leitores, é possível sim e muito, mas antes se deve observar algumas características importantes para que se tome a decisão certa. São elas:

1-Tenho tempo para me dedicar a algo tão grandioso?
2-Tenho recursos técnicos para garantir a conclusão de todas as etapas?
3-Vou fazer um jogo sozinho ou tenho uma equipe para entrar na jogada?

Entre outras questões, essas 3 vão direcionar e muito o rumo que o projeto do TCC vai tomar, vamos por partes vendo cada uma delas.
A primeira delas é sobre o tempo e dedicação, acredite, a menos que você esteja em um curso específico de produção de jogos, terá muita dificuldade em encontrar professores
que possam ajudar, assim, os fóruns, sites e cursos quase exclusivamente americanos e europeus, vão ser seus companheiros e professores por bons anos, e graças ao grande oráculo, o Google,
hoje a tarefa de achar conteúdos específicos ficou mais fácil para todos.
A segunda questão é muito importante também, e diz respeito á disponibilização de recursos técnicos não só a nível de hardware e software, mas também a nível humano ( não vou entrar em detalhes delas aqui pois, vou deixar para a terceira questão). Aqui entra um grande erro que muitos podem cometer:
” Beleza, vou fazer um jogo, vou fazer um melhor que Crysis, vai ser fodástico!!!”
Não que não seja possível, mas o TCC geralmente é uma oportunidade para se aprender algo e que você vai errar muito durante o processo, portanto a melhor coisa a se fazer é buscar ter custos reduzidos e com tecnologias
de fácil acesso, e junto a isso desenvolver um projeto mais palpável e acessível ( não se esqueça que a faculdade ainda continua, que tal estar em um ponto chave no desenvolvimento e estudando para provas bimestrais? ).
Ainda sim, você terá que se preocupar com ferramentas gráficas, com som e audio, sdk´s, licensas de software e hardware para suportar tudo isso rodando, e com certeza caso opte por dispositivos móveis, ter acesso
a smarthphones e tablets para testes.
Chegamos a terceira questão proposta, “Vou peitar tudo sozinho ou posso contar com uma equipe?”, acredite, aqui está a questão que vai acabar por direcionar seu projeto e suas escolhas sobre o que fazer.
Se você for abençoado com amigos que queiram abraçar a causa, e cada um tenha aptidões técnicas para uma coisa, tais como Arte, Música, Programação, Game Design, etc… o projeto vai fluir com muito mais facilidade caso todos saibam trabalhar em equipe e respeitar prazos e metas de desenvolvimento. Cabe ao grupo eleger um líder e todos receberem funções de equivalente importância.
Agora, se como nós, autores deste blog, não se ter disponível material humano para dividir responsabilidades, o negócio e abraçar a causa e tocar o barco, aqui você terá que se esforçar 3x mais pois vai ter que aprender
coisas que talvez você nunca tenha pensando em aprender, muitos colegas programadores são verdadeiros monstros no que fazem, mas quando você pede para ele desenhar algo, não sai nada muito além de bonecos palitinhos. Tendo isso em mente, prepare-se pois você terá ao final do TCC conhecimentos no mínimo básicos em todos os setores que envolvem a produção de um jogo.

Claro, existem muitas outras questões relevantes, mas por enquanto vamos ficar com essas e ao longo dos post´s aprofundar nessas e outras relevantes.
O importante acima de tudo é bater firme no peito e falar ” Eu vou desenvolver um jogo nesse TCC!!!”, vontade e determinação são os maiores motivadores que se pode ter, falo por experiência própria não é fácil, mas é extremamente gratificante no final.

Abraço a todos.
Sergio Alexandre Ferreira Guelfi

Nenhum comentário:

Postar um comentário